Hora do Evangelho no Lar – Cap. III – itens 1 e 2 – Diferentes Estados de Alma na Erraticidade – 10/7/2017

Hora do Evangelho no Lar – Cap. II – item 8 – Instruções dos Espíritos: Uma Realeza Terrena – 03/7/2017
03/07/2017
HORA DO EVANGELHO NO LAR – Capítulo III – itens 3 a 5 – Diversas Categorias de Mundos Habitados – 17/7/2017.
17/07/2017

Hora do Evangelho no Lar – Cap. III – itens 1 e 2 – Diferentes Estados de Alma na Erraticidade – 10/7/2017

Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu pai.” (João 14:1)

 

PRECE

Queridos irmãos, que a Paz de Jesus envolva a todos neste momento.

Pai Nosso que estais nos céus, na terra, em todos os mundos espirituais, santificado e bendito seja sempre o vosso nome, mesmo quando a dor e a desilusão ferirem nosso coração, bendito sejas.
O pão nosso de cada dia, dai-nos hoje Pai, dai-nos o pão que revigora as forças físicas, mas dai-nos também o pão para o espírito.
Perdoai as nossas dívidas, mas ensinai-nos antes a merecer o vosso perdão, perdoando aqueles que tripudiam sobre nossas dores, espezinham nossos corações e destroem nossas ilusões. Que possamos perdoá-los não com os lábios e sim com o coração.
Afastai do nosso caminho todo sentimento contrário a caridade e nos auxiliai compreender os ensinamentos que Jesus nos deixou.

Permita Pai, que os Benfeitores Espirituais estejam ao nosso lado e que Jesus nos abençoe e nos ilumine dando-nos o discernimento necessário para compreendermos os Teus ensinamentos e aplica-los em nossas ações de cada dia.

E assim Pai Amado, em Teu Nome, em Nome do nosso Mestre Jesus, e em de Francisco de Assis, iniciamos nosso estudo de hoje.

Sê conosco Senhor agora e sempre, que assim seja!

 

MENSAGEM INICIAL

   Tenhamos Fé

“…vou preparar-vos lugar.” Jesus (João, 14:2)

Sabia o Mestre que, até à construção do Reino Divino na Terra, quantos o acompanhassem viveriam na condição de desajustados, trabalhando no progresso de todas as criaturas, todavia, “sem lugar” adequado aos sublimes ideais que entesouram.

Efetivamente, o cristão leal, em toda parte, raramente recebe o respeito que lhe é devido:

Por destoar, quase sempre, da coletividade, ainda não completamente cristianizada, sofre a descaridosa opinião de muitos.

Se exercita a humildade, é tido à conta de covarde.

Se adota a vida simples, é acusado pelo delito de relaxamento.

Se busca ser bondoso, é categorizado por tolo.

Se administra dignamente, é julgado orgulhoso.

Se obedece quanto é justo, é considerado servil.

Se usa a tolerância, é visto por incompetente.

Se mobiliza a energia, é conhecido por cruel.

Se trabalha, devotado, é interpretado por vaidoso.

Se procura melhorar-se, assumindo responsabilidades no esforço intensivo das boas obras ou das preleções consoladoras, é indicado por fingido.

Se tenta ajudar ao próximo, abeirando-se da multidão, com os seus gestos de bondade espontânea, muitas vezes é tachado de personalista e oportunista, atento aos interesses próprios.

Apesar de semelhantes conflitos, porém, prossigamos agindo e servindo, em nome do Senhor.

Reconhecendo que o domicílio de seus seguidores não se ergue sobre o chão do mundo, prometeu Jesus que lhes prepararia lugar na vida mais alta.

Continuemos, pois, trabalhando com duplicado fervor na sementeira do bem, à maneira de servidores provisoriamente distanciados do verdadeiro raro “Há muitas moradas na Casa do Pai.”

E o Cristo segue servindo, adiante de nós.

Tenhamos fé.

 XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva. Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 44.

  

LEITURA DO EVANGELHO

Capítulo III – HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI

Diferentes Estados de Alma na Erraticidade – itens 1 e 2

 

1 – Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. – Há muitas moradas na casa de meu pai. Se assim não fosse, eu vo-lo teria dito; pois vou preparar-vos o lugar. E depois que eu me for, e vos aparelhar o lugar, virei outra vez e tomar-vos-ei para mim, para que lá onde estiver, estejais vós também. (João, XIV:1-3).

2 – A Casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito, oferecendo aos Espíritos desencarnados estações apropriadas ao seu adiantamento.

Independentemente da diversidade dos mundos, essas palavras podem também ser interpretadas pelo estado feliz dos Espíritos na erraticidade. Conforme for ele mais ou menos puro e liberto das atrações materiais, o meio em que estiver, o aspecto das coisas, as sensações que experimentar, as percepções que possuir, tudo isso varia ao infinito. Enquanto uns, por exemplo, não podem afastar-se do meio em que viveram, outros se elevam e percorrem o espaço e os mundos. Enquanto certos Espíritos culpados erram nas trevas, os felizes gozam de uma luz resplandecente e do sublime espetáculo do infinito. Enquanto, enfim, o malvado, cheio de remorsos e pesares, frequentemente só, sem consolações, separado dos objetos da sua afeição, geme sob a opressão dos sofrimentos morais, o justo, junto aos que ama, goza de uma indizível felicidade. Essas também são, portanto, diferentes moradas, embora não localizadas nem circunscritas.

 

REFLEXÕES: O termo erraticidade se refere ao plano espiritual, onde vivem as almas dos desencarnados. Quanto ao termo errante, vem do latim errans, errantis, que significa “que anda sem destino, que se engana“. Kardec denominou errantes aos espíritos que estão no plano espiritual, espíritos ainda em desenvolvimento, sujeitos a erros e às reencarnações. A casa do Pai é o Universo, as diferentes moradas são os mundos que circulam o espaço infinito.

Podemos também entender: “Há muitas moradas na casa de meu Pai” ao estado feliz ou infeliz dos desencarnados na erraticidade.

O espiritismo nos ensina que a morte do corpo físico, só por si, não transforma ninguém. As mudanças do sentir, pensar e agir acontecem pelo esforço próprio, após muitas reflexões sobre si mesmo, sobre suas ações e reações no viver cotidiano, aqui ou no além. Desperta-se no plano espiritual como realmente se é, com as mesmas ideias, com a mesma maneira de ser. Analisando o novo estado, já consciente do que lhe aconteceu e acontece, pode o recém desencarnado querer mudar-se ou não. Cada um está no plano espiritual ligado aos sentimentos, emoções, ideais, ações que vivenciaram quando encarnados. Cada um vive, mesmo em companhia de outros, na morada psíquica que construiu para si. Sendo um ser em desenvolvimento, auto- educável e perfectível, pode, sempre que o queira, transformar sua casa psíquica, melhorando-a. O mesmo acontece no plano material. Cada homem vive na morada psíquica que constrói para si, através dos sentimentos, emoções, sensibilidade, inteligência, razão, nas ações e reações do viver na Terra. Influenciamos e somos influenciados sempre de acordo com o que temos e somos no íntimo.           

Cabe-nos pois, construir nossa morada psíquica, desde já, aqui e agora, com ideais nobres e elevados que o Mestre Jesus no trouxe.

 

 

PRECE E VIBRAÇÕES –

 

“Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia.” [Emmanuel / Chico Xavier]

 


 

Com os pensamentos elevados, vamos agradecendo a Deus, ao Mestre Jesus e aos mentores deste trabalho de amor, por esta oportunidade em que a Luz do Evangelho entra em nossas vidas, em nossos lares.

Obrigada Pai pela oportunidade da presente reencarnação, pela vida. Obrigada Pai pela nossa saúde, por termos um corpo, instrumento este de evolução de nosso Espírito.

Obrigada Pai, pelo nosso trabalho que nos traz o nosso sustento e o pão de cada dia.

Obrigada Pai pela família que nos destes, por nossos filhos, nossos amigos, pelas bênçãos que nos presenteia todos os dias e que as vezes nem percebemos.

Obrigada Senhor, por Tua imensa Bondade para conosco.

Rogamos Senhor, que Tua Misericórdia se estenda sobre todos que neste momento estejam em situação de sofrimento, sejam eles encarnados ou desencarnados.

Abençoe nossa Pátria, nosso povo e a todos os países, nossos irmãos, para que a Paz se estabeleça na Terra;

Abençoe Senhor, nossa Casa Espírita, seus assistidos e todos os seus colaboradores;

Abençoe Senhor, nossos familiares e amigos;

Abençoe Senhor, aos enfermos, aos idosos, aos que estão sofrendo depressão, aos que sentem solidão, aos desempregados, aos desesperançados…

Abençoe Senhor, os jovens, as crianças para que não lhes faltem a proteção e o encaminhamento na estrada do bem.

Também rogamos Tuas bênçãos para todos aqueles, a quem muito amamos e que já não estão mais aqui, pedimos Senhor por aqueles que nos antecederam na viagem em direção ao mundo espiritual, e que prosseguem ligados ao nosso coração, apertado pela saudade.

E finalmente, rogamos por todos nós que aqui estamos estudando e refletindo sobre o Evangelho de Jesus, roteiro de nossas vidas.

Pai Amado, permita que os Benfeitores Espirituais, encarregados da fluidificação das águas, depositem em nossas águas as energias necessárias ao nosso equilíbrio físico, espiritual e mental e que a Paz de nosso querido Mestre Jesus possa nos envolva agora e sempre.

Que todos nós, Senhor, saibamos ser merecedores do Teu Amor.

Que assim seja, hoje e sempre. Obrigada Senhor.

 

 

UMA ABENÇOADA SEMANA PARA TODOS!!!
COM NOSSO CARINHO.

 

 

 

Deixe uma resposta