HORA DO EVANGELHO – Capítulo 21 – item 9 – Caracteres do Verdadeiro Profeta – 06/3/2017

Hora do Evangelho no Lar – Trabalhadores do Senhor –Cap. 20 – item 5 – segunda-feira (27/2/2017)
27/02/2017
Hora do Evangelho no Lar – Cap. 22 – NÃO SEPARAR O QUE DEUS JUNTOU – Indissolubilidade do Casamento – itens 1 a 4 – segundas 13/3/2017
13/03/2017

HORA DO EVANGELHO – Capítulo 21 – item 9 – Caracteres do Verdadeiro Profeta – 06/3/2017

Desconfiai dos falsos profetas! Esta recomendação é útil em todos os tempos…” (Erasto – ESE – Cap. XXI – item 9)

PRECE INICIAL

Queridos irmãos, que a Paz de Jesus nos envolva e nos ampare neste nosso encontro de corações. Vamos elevando nossos pensamentos a Jesus e vamos orar: Mestre Jesus, que o estudo de hoje possa nos iluminar e nos fazer refletir sobre nossas ações de cada dia, lembrando-nos sempre que, cada gesto de amor que realizarmos em favor de nossos semelhantes é mais um passo que damos em Tua direção.  Envolva-nos Senhor, com Teu amor e inspire-nos o entendimento e mostre-nos o caminho do bem. Que ao fim dos estudos possamos estar mais enriquecidos em nossos conceitos doutrinários e aplicá-los em nossos dias.

E assim, em Teu nome, em nome de Francisco de Assis, mas sobretudo em nome de Deus, iniciamos os estudos de hoje.

Que assim seja!

MENSAGEM INICIAL

“Falso Profeta”

Falso profeta não é somente aquele que perturba o serviço da fé religiosa.

Sempre que negamos a execução fiel dos nossos deveres, somos mistificadores, diante da Lei Divina, que nos emprestou os dons da Terra, em favor do aprimoramento de nós mesmos.

Na maledicência, somos falsos profetas da fraternidade.

Na discórdia, somos falsos profetas mistificadores da paz.

Na preguiça, somos falsos profetas charlatães do trabalho.

Na indiferença, somos falsos profetas inimigos do dever.

Toda vez que olvidamos as nossas obrigações de solidariedade para com os nossos semelhantes, que prejudicamos o serviço que nos cabe atender, que fugimos aos nossos testemunhos de humildade, que oprimimos as criaturas inferiores, somos falsos profetas do ideal superior que abraçamos com o Cristo.

A Terra é a nossa escola.

O Lar é o nosso templo.

O Próximo é o nosso irmão.

A Humanidade é a nossa família.

A Luta é o nosso aprendizado.

A Natureza é o livro sublime da vida.

Não nos esqueçamos, assim, de que, um dia, seremos chamados à prestação de contas dos talentos e dos favores que hoje desfrutamos, para resgatar o dia de ontem e santificar o dia de amanhã.

Extraído do livro ” Levantar e Seguir” – Emmanuel, psicografado por Chico Xavier

LEITURA DO EVANGELHO 

Capítulo 21 – FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS

II – Caracteres do Verdadeiro Profeta – item 9

ERASTO

Paris, 1862

9 – Desconfiai dos falsos profetas! Esta recomendação é útil em todos os tempos, mas sobretudo nos momentos de transição, em que, como neste, se elabora uma transformação da humanidade. Porque nesses momentos uma multidão de ambiciosos e farsantes se arvoram em reformadores e messias. É contra esses impostores que se deve estar em guarda, e o dever de todo homem honesto é desmascará-los. Perguntareis, sem dúvida, como se pode conhecê-los, e eis aqui os seus sinais:

Não se confia o comando de um exército senão a um general hábil e capaz de o dirigir. Acreditais que Deus seja menos prudente que os homens? Ficai certos de que Ele só confia missões importantes aos que sabe que são capazes de cumpri-las, porque as grandes missões são pesados fardos, que esmagariam os carregadores demasiado fracos. Como em todas as coisas, também nisto o mestre deve saber mais do que o aluno. Para fazer avançar a humanidade, moral e intelectualmente, são necessários homens superiores em inteligência e moralidade! Eis por que são sempre Espíritos já bastante avançados, que fizeram suas provas em outras existências, os que se encarnam para essas missões; pois se não forem superiores ao meio em que devem agir, nada poderão fazer.

Assim sendo, concluireis que o verdadeiro missionário de Deus deve provar que o é pela sua superioridade, pela suas virtudes, pela sua grandeza, pelos resultados e a influência moralizadora de suas obras. Tirai ainda esta outra conseqüência: se ele estiver, pelo seu caráter, pelas suas virtudes, pela sua inteligência, abaixo do papel que se arroga, ou do personagem cujo nome utiliza, não passa de um farsante de baixa classe, que não sabe sequer imitar o seu modelo.

Outra consideração a fazer é a de que a maior parte dos verdadeiros missionários de Deus ignoram que o sejam. Realizam aquilo para que  foram chamados, graças ao poder de seu próprio gênio, secundados pelo poder oculto que os inspira e os dirige, à sua revelia, e sem que o tivessem premeditado. Numa palavra: os verdadeiros profetas se revelam pelos seus atos e são descobertos pelos outros, enquanto os falsos profetas se apresentam por si mesmos como enviados de Deus. Os primeiros são humildes e modestos; os segundos, orgulhosos e cheios de si, falam com arrogância, e como todos os mentirosos, parecem sempre receosos de não serem aceitos. Já se viram desses impostores apresentarem-se como apóstolos do Cristo, outros como o próprio Cristo, e, para vergonha da humanidade, encontraram pessoas bastante crédulas para aceitarem as suas imposturas. Uma observação bem simples, entretanto, bastaria para abrir os olhos aos mais cegos: se o Cristo reencarnasse na Terra, o faria com todo o seu poder e todas as virtudes, a menos que se admita, o que seria absurdo, que ele houvesse degenerado. Ora, da mesma maneira que se tirarmos a Deus um dos seus atributos, já não teremos Deus, se tirarmos uma só das virtudes do Cristo, não mais o teremos.

Esses que se apresentam como o Cristo revelam todas as suas virtudes? Eis a questão. Observai-os, sondai-lhes os pensamentos e os atos, e verificareis que lhes faltam sobretudo as qualidades distintivas do Cristo: a humildade e a caridade, enquanto lhes sobram as que ele não tinha: a cupidez e o orgulho. Notai ainda que neste momento existem, em diversos países, muitos pretensos cristos, como há também numerosos e pretensos Elias, supostos São João ou São Pedro, e que necessariamente não podem ser todos verdadeiros. Podeis estar certos de que aos exploradores da credulidade, que acham cômodo viver às expensas daqueles que lhes dão ouvidos.

Desconfiai, portanto, dos falsos profetas, sobretudo numa época de renovação, porque muitos impostores se apresentarão como enviados de Deus. São os que buscam uma vaidosa satisfação sobre a Terra, mas podeis estar certos de que uma terrível justiça os espera!

REFLEXÕES: O que são os falsos profetas? São todos aqueles que conscientes do que fazem e conhecedores da verdade negam o erro por orgulho, vaidade, interesse, e até por maldade. São egoístas, astuciosos, intolerantes e fanáticos. Servem-se de todos os meios para prevalecer suas ideias, confundindo as almas simples e confiantes. Esses “profetas” valem-se do nome de Deus e de Jesus para alcançar os seus objetivos. Profeta no sentido evangélico significa aquela pessoa que anuncia os desígnios divinos, que prediz acontecimentos por inspiração de Deus. O verdadeiro profeta, encarnado ou desencarnado, é aquele que vive e exterioriza a caridade, a humildade, o amor, a indulgência, a bondade, tendo o coração e mente voltada para os ensinos de Jesus. Se, as palavras e os atos forem de Bondade, Caridade, Indulgência e Amor, seus autores são confiáveis, são os verdadeiros profetas. Mas, se os objetivos forem a divisão, os ataques, as calúnias, a imposição de ideias pessoais, então estamos no terreno escorregadio das falsidades.

E nós, em que terreno estamos caminhando? Quais os nossos objetivos? Somos como os falsos profetas ou já estamos vivenciando e exteriorizando os ensinamentos de Jesus através de nossas ações?

Pensemos nisto?

VIBRAÇÕES E PRECE FINAL

“Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia.”
[Emmanuel / Chico Xavier]

Com os pensamentos elevados vamos doar e vibrar por todos aqueles que necessitam de um gesto amigo, de um bálsamo para suas dores.
Que em Teu Nome, Pai Amado, em Nome de Jesus nosso Mestre e com o auxílio dos bons Espíritos, possamos ajudar àqueles que estão mais necessitados do que nós.
Senhor, sabemos que há quem esteja muito infeliz neste momento, passando por dores físicas e emocionais, com depressão, com pensamentos tristes; de toda nossa alma Te rogamos: abençoe a todos os que sofrem, suavizando suas dores e que nossas vibrações cheguem até eles como um bálsamo para suas tristezas.
Vibramos Senhor, por aqueles nossos irmãos que se encontram nos vícios, no crime, nos grandes prejuízos físicos e morais; rogamos que os Bons Espíritos os ajudem a sair desse estado de doença espiritual e voltem a ter equilíbrio e dignidade.
Vibramos, por todos os que encontram-se nos hospitais, nos lares, nos abrigos, pelas ruas ou em casas de repouso, enfermos que anseiam pela recuperação. Senhor, que nossas vibrações levem até eles o alívio para seus males e se for permitido, que recuperem a saúde.
Agora, vibramos pelas crianças e pelos jovens, para que nunca lhes falte o amparo material e espiritual, o amor e a orientação.
Vibramos por todos dirigentes de todas as nações, especialmente os do nosso país. Que sob Tua proteção, governem com amor e justiça, em favor de todos os povos.
Vibramos Senhor por todos aqueles que estão desempregados, para que tenham a inspiração, esperança e fé, para que encontrem novos empregos.
Vibramos por todas as criaturas que, cheias de amor e boa vontade , querem praticar o bem, trabalhar em favor do próximo. Que consigam realizar todo o bem que desejam fazer.

Vibramos por nossa Casa Espírita e por todos os seus freqüentadores.
Que a proteção divina se estenda a todos os lares, ao nosso também, que neles reinem o respeito, a harmonia, a ajuda mútua e o amor.
Quanto a nós, Senhor, pedimos perdão de nossas falhas e te suplicamos, auxilia-nos a desenvolver as virtudes que colocaste dentro de nossa alma. Auxilia-nos a sermos serenos, compreensivos e fraternos uns com os outros.

E assim, rogamos que sejam depositados em nossas águas os fluidos divinos e que através deles possamos adquirir saúde física, mental e espiritual; força e coragem para as lutas de todos os dias.

Graças Vos damos Pai de Bondade, Graças Vos damos Mestre Jesus, por chegarmos ao final de mais um estudo, ajudando e sendo ajudados. Que Tuas bênçãos, Tua luz de amor, de paz, de reequilíbrio seja derramada sobre todos nós, para que estejamos sempre dispostos a cultivarmos nossas virtudes.

Esteja conosco Senhor, hoje e sempre.

Que assim seja.

Paz e Luz.

Deixe uma resposta